Seu Planejamento Financeiro

Recebi R$ 200 mil de herança. O que fazer com o dinheiro?

Sarai Elizabeth, CFP®, responde:

Seja qual for a sua situação financeira, receber uma herança é sempre bem-vindo. A utilização dependerá muito das prioridades e emergências de cada um, porém a principal dúvida sempre será: “O que fazer primeiro com esse recurso?”.

 Aqui, exporemos algumas orientações que visam aprimorar hábitos em relação ao dinheiro, considerando dívidas, investimentos, tributação e controle deconsumo.

Dívidas

As linhas de empréstimos ou financiamentos são formas de adquirir algo que não seja possível com pagamento à vista, o que é apropriado para a geração de novas receitas, como por exemplo abrir um negócio ou empreendimento.

Esse recurso de R$ 200 mil de herança poderá ser uma oportunidade para negociar dívidas: quitá-las ou reduzir seus valores. Repare que o termo utilizado foi “negociar”, pois dependendo do valor total da dívida você poderá conseguir um bom desconto nos juros da quitação.

Atente-se então para não voltar às dívidas, isto é, gaste menos do que ganha. Isso significa ter controle de consumo por definir quais são seus gastos prioritários e essenciais, e avaliar a possibilidade de substituir despesas por outras mais em conta.

Investimentos

O ato de poupar vai muito além de apenas guardar dinheiro. No mercado de investimentos financeiros existem variedades de produtos que ajudam a rentabilizar recursos recebidos, e também a diversificá-los em curto, médio e longo prazo.

Parte do recurso pode ficar em investimentos de curto prazo, úteis tanto para cobrir despesas mensais, o que ajuda a evitar a ciranda de um novo endividamento, como também para contemplar sua reserva de emergência.

Já os investimentos de médio e longo prazo são destinados a cuidar da renda do futuro, como a previdência. Antes de tomar uma decisão sobre quais investimentos escolher no mercado de capitais, é necessário verificar seu perfil de investidor (conservador, moderado ou arrojado) para diversificar o recurso.

Tributação

Saiba que a herança é um recurso isento de imposto de renda (uma vez que já é tributado no espólio¹ ou no doador). Mas, mesmo sendo um valor não tributável, é necessário informá-lo no IR, pois a Receita Federal automaticamente efetua cruzamentos dos valores dos espólios e de doadores.

Para declarar no formulário do Informe, os passos são: acesse o campo “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” > Transferências patrimoniais – doação e heranças (informe o saldo e a origem, o tipo de beneficiário – se titular ou dependente –, o CPF ou CNPJ do doador, e o nome do doador ou espólio).

Controle de consumo

Ter conhecimento sobre educação financeira é fundamental para lidar com recursos extraordinários. A educação financeira ajuda a ter uma autoavaliação do seu comportamento em relação ao dinheiro, conscientizando-se de que algumas atitudes imediatistas e impulsivas podem ser originadoras de dívidas indesejáveis e que, se não houver um controle de consumo, o recurso ganho da herança poderá desaparecer rapidamente.

A organização das finanças e a obtenção do controle orçamentário podem acontecer em pequenos passos no dia a dia, por exemplo ao fazer uma lista de compras antes de ir ao supermercado. Listar antecipadamente as compras limitará os gastos que não foram planejados, e evitará exagero nas compras e desperdícios. São orientações fáceis de serem cumpridas que ajudam a evitar surpresas inesperadas de débitos na conta corrente, ou dívidas em cartões de crédito.

O principal ponto é ter equilíbrio com o novo recurso e controlar as suas finanças para ter uma vida mais tranquila. Com as orientações pautadas na educação financeira, você poderá fazer escolhas assertivas, possibilitando novas conquistas financeiras.

Guardar dinheiro no presente é ter prosperidade no futuro e manter uma rotina financeira pessoal saudável!

¹ espólio é o nome dado ao conjunto de bens, direitos, débitos e obrigações da pessoa falecida.

Sarai Elizabeth Vega Molina, planejadora financeira certificada CFP® (Certified Financial Planner), concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejamento Financeiro. E-mail: [email protected]

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do site ÉpocaNegócios.com ou da Planejar. O site e a Planejar não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Texto publicado no site Época Negócios em 08 de fevereiro de 2022.

0