Consultório Financeiro

Como conciliar projetos antigos com a preocupação a atual?

Tenho muita preocupação com o meu futuro e minha aposentadoria, especialmente com a crise que estamos vivendo atualmente com o COVID-19. Por outro lado, ainda tenho muitos sonhos como conhecer alguns países quando tudo isso passar e adquirir alguns bens como um novo carro e um imóvel. Como conciliar tudo isso?”

Mauricio Okabayashi, CFP®, responde: 

Caro leitor, é muito importante essa preocupação com o seu futuro, não apenas pela crise que estamos vivendo, mas, também, tendo em vista as recentes reformas na previdência social e a situação atual dos nossos aposentados no Brasil, onde grande parte depende da família, de amigos ou precisam trabalhar para sobreviver.

Colocando na balança além da aposentadoria, que é um objetivo de longo prazo, as preocupações com o momento presente e todos os nossos sonhos de curto e médio prazo, a conta parece não fechar, mas um bom planejamento financeiro pode nos auxiliar a atingir os nossos objetivos.

Para conciliar tudo isso, com motivação para seguir em frente, é extremamente importante o equilíbrio entre os objetivos de curto, médio e longo prazo, caso contrário podemos colocar tudo a perder. No momento presente, o grande foco deve ser preservar, o máximo possível, as reservas financeiras para o curto prazo. 

Existem pessoas que não planejam o futuro e pensam somente no curto prazo, fazendo grandes dívidas para levar uma vida com um padrão acima da sua renda, dessa forma, com o tempo acabam vendo todo o salário sendo destinado para pagar juros.

No extremo, existem pessoas que não usufruem do dinheiro no presente, pensando apenas em garantir uma reserva futura. Com isso, se desmotivam pela falta de realizações e ainda, ao chegar o momento da aposentadoria, percebem que não possuem a mesma energia e saúde para realizar o que tanto almejavam.

Para começar, é preciso saber onde você quer chegar, isso inclui os objetivos que envolvem recursos financeiros para realização. Alguns exemplos: conhecer outros países, realizar um curso, trocar de carro, adquirir imóvel, previsão para aposentadoria etc.

Muitas pessoas nunca param para colocar no papel seus sonhos e objetivos e assim, acreditam que nunca serão capazes de realizar. Esse sentimento está agravado pelo atual momento que estamos passando. Calma! Embora pareça simples, uma grande dica é que você separe um momento para escrever os seus objetivos, não deixando tudo apenas na sua cabeça. 

Com a identificação dos seus objetivos, o próximo passo é quantificá-los, buscando as informações necessárias para a realização de cada um deles, fazendo um levantamento do valor necessário para atingi-los, o investimento mensal necessário e por fim, quando pretende realizá-los.

O investimento certo pode potencializar a realização dos objetivos, assim, no momento da escolha dos investimentos considere o cenário econômico atual, o seu perfil investidor e o prazo de cada objetivo.

Precisamos também entender como está a relação das suas receitas financeiras que podem ser oriundas do salário, pró-labore, entre outras, e assim comparar com todos os gastos fixos e variáveis mensais, por exemplo conta de energia, conta de água, aluguel, impostos, saúde, entre outros.

É a hora de se fazer algumas perguntas:

  • Como posso aumentar minha renda?
  • Como cortar gastos desnecessários?
  • Qual objetivo é prioridade para mim?

Para finalizar, é importante o quanto antes você colocar em prática o seu planejamento financeiro, especialmente, neste momento de crise. Com a tranquilidade de saber que, apesar da crise, o seu futuro está sendo construído, conciliando os objetivos que realmente fazem sentido na sua vida, mais motivado você estará para viver uma vida de realizações no curto, médio e longo prazo.

Mauricio Okabayashi é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros. E-mailmauriciookabayashi@hotmail.com

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do jornal Valor Econômico ou da Planejar. O jornal e a Planejar não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações. Perguntas devem ser encaminhadas para: consultoriofinanceiro@planejar.org.br

Texto publicado no jornal Valor Econômico em 20 de abril de 2020

0